Novidades Literárias

Estante P1: Junho de 2023

view of floating open book from stacked books in library

por Redacção PÁGINA UM // Julho 6, 2023


Categoria: Cultura

minuto/s restantes

Título

As mães

Autora

Brit Bennett

Editora

Alfaguara

Sinopse

O romance de estreia de Brit Bennett, autora do fenomenal A outra metade e herdeira da tradição literária norte-americana firmada por James Baldwin, Toni Morrison e Chimamanda Ngozi Adichie. 

Sobre o pano de fundo de uma comunidade afro-americana marcada pela religião, no Sul da Califórnia, As mães conta uma história comovente e perspicaz sobre amor e ambição. Tudo começa com um segredo: «Todos os bons segredos têm um determinado sabor antes de os contarmos, e, se tivéssemos demorado mais algum tempo a degustá-lo, teríamos porventura reparado na acidez típica de um segredo ainda por amadurar, colhido cedo demais, rapinado e propagado antes do tempo certo.»  

Nadia Turner está no fim do liceu e é uma adolescente rebelde, angustiada, muito bonita. Imersa no luto após o suicídio da mãe, envolve-se com Luke, um rapaz um pouco mais velho, filho do pastor da comunidade. São miúdos, não é nada sério. Mas desse romance resultará um segredo com um impacto duradouro. Pouco depois, Nadia abandona a terra natal, para forjar uma vida só sua.  

Os anos passam. Já adultos, Nadia, Luke e Aubrey, a melhor amiga, ainda vivem no rescaldo da escolha que fizeram naquele Verão à beira-mar, enredados num estranho triângulo amoroso e perseguidos pela dúvida: como seria agora, se tivessem, então, feito uma escolha diferente? 

Numa prosa encantatória e desafiante, As mães revela que as escolhas que seguimos deixam marca até ao fim.

Título

Montevideu

Autor

Enrique Vila-Matas

Editora

Dom Quixote

Sinopse

Em pleno período de transformação pessoal e literária, o narrador deste romance começa a observar sinais em portas e em quartos contíguos, símbolos que estabelecem comunicação entre Paris e Cascais, Montevideu, Reiquiavique, St. Gallen e Bogotá, e que o vão devolvendo silenciosamente à literatura, ao desejo de transformar em estampas de vida certas experiências que, no mínimo, pedem aos gritos para serem narradas.

«Converteste-te nos últimos tempos num escritor ao qual as coisas acontecem de verdade. Oxalá compreendas que o teu destino é o de um homem que deveria estar já a desejar elevar-se, renascer, voltar a ser. Repito-te: elevar-se. Nas tuas mãos está o teu destino, a chave da porta nova». 

Montevideu é uma ficção verdadeira, um grande tratado sobre a ambiguidade do mundo como traço característico do nosso tempo, um romance em que o melhor Vila-Matas encontra a forma de nomear novamente as coisas quando parece que tudo já foi dito; façanha tanto mais admirável porque o núcleo central da sua obra não é outro senão a modernidade do romance.

Título

Nessa altura já cá não estamos

Autora

Lola Mascarell

Editora

Dom Quixote

Sinopse

Quando sabe que os pais puseram à venda a moradia onde passou férias durante a infância e a adolescência, a protagonista deste romance sente que lhe arrancam metade da vida. E as coisas pioram quando aparece um comprador.

Recusando-se a perder a casa para um estranho, ela consegue adiar a venda e pede um empréstimo ao banco. E, enquanto aguarda o veredicto, instala-se na moradia, tentando aproveitar ao máximo aqueles que podem ser os seus últimos dias dentro dela. São recordações felizes as que lhe chegam sempre que abre uma gaveta ou desarruma um caixote: o seu grupinho de amigas, as tardes na piscina, as anedotas que o pai contava à mesa, as quedas de bicicleta, o primeiro namorado, as primeiras mentiras… Mas há também um inesperado segredo de família que se encontra estranhamente ligado ao destino que a casa terá em breve.

Este é um romance maravilhoso sobre as alegrias e as dores da juventude, narrado alternadamente por uma voz luminosa e fresca e outra adulta e desesperada. Como disse o grande escritor espanhol Luis Landero, poucas vezes foi tão bem evocado num livro o mundo da infância, com as suas incertezas, os seus terrores e as suas manias. Só por isso, já valeria a pena ler este romance. Mas, claro, há muito mais.

Título

Retrato de grupo com senhora 

Autor

Heinrich Böll

Editora

Cavalo de Ferro

Sinopse

Quem é Leni Pfeiffer? Mulher fascinante e sensual, viúva de guerra, cidadã alvo de ostracismo devido à sua vida amorosa passada e presente, mãe de um filho a cumprir pena de prisão.

Na sua detalhada investigação sobre esta personagem, o autor-narrador de Böll, tal como um detective privado, recorre a fotos, cartas, objectos pessoais, notas e testemunhos de todos os que de alguma forma se cruzaram com Leni: o irmão, Heinrich, morto por deserção, a melhor amiga, Margret, prostituta, a freira Rahel, que lhe serviu de pedagoga, os homens que a tentaram proteger, os seus amantes; é neste caleidoscópio de informação, polémica e contraditória, que se reconstrói a biografia de uma figura enigmática, uma anti-heroína que atravessa os acontecimentos mais marcantes da conturbada História da Alemanha contemporânea: do nazismo à miséria física e moral dos anos da guerra e do imediato pós-guerra, traçando com rigor o retrato de uma inteira geração.

Romance inventivo, «articulado com notável coerência estilística e arquitectónica» (Claudio Magris), ao mesmo tempo trágico, grotesco e lírico, Retrato de grupo com senhora foi considerado a obra decisiva para a atribuição do Prémio Nobel de Literatura a Heinrich Böll, em 1972.

Título

Alegorizações

Autora

Jan Morris

Editora

Tinta da China

Sinopse

Publicado um ano depois da sua morte, aos 94 anos, Alegorizações é o derradeiro testemunho de uma das maiores cronistas do século XX.

Soldado, jornalista, historiadora, viajante, autora de 40 livros, Jan Morris teve uma vida extraordinária e presenciou muitos acontecimentos históricos, como a primeira escalada do Evereste ou a Revolução Cubana. Agora, em Alegorizações, livro publicado a título póstumo a seu pedido, a autora partilha os significados e as alegorias que foi identificando em momentos marcantes da sua vida.

Das viagens e das cidades que amou ao fascínio por grandes navios, da identidade aos espirros, das leituras ao conforto das botijas de água quente, da importância de uma boa ópera à importância de uma boa marmalade, Alegorizações é o registo da visão do mundo de Jan Morris, uma visão única, generosa e inquisitiva.

Título

As bombas que aterrorizaram Portugal

Autor

Fernando Cavaleiro Ângelo

Editora

Casa das Letras

Sinopse

25 de Abril de 1974: Portugal liberta-se do Estado Novo. O autoritarismo de direita acabou, mas no horizonte desenha-se um outro de sentido contrário, comunista, sob tutela soviética. Os anos seguintes deixam o país a ferro e fogo, com clivagens sociais pronunciadas e projetos políticos inconciliáveis. É neste contexto que surge o Movimento Democrático de Libertação de Portugal (MDLP), um movimento terrorista dirigido, na parte operacional, pelo comandante Alpoim Calvão e encabeçado, a partir do Brasil, por António de Spínola.

O seu objetivo: perpetrar ações violentas contra os comunistas e incentivar a população a combater a onda de extrema-esquerda que passara a controlar a governação de Portugal. Os atos terroristas do MDLP iriam aterrorizar Portugal e condicionar o futuro do novo regime que despontava.

Fernando Ângelo Cavaleiro, autor de DINFO - A queda do último serviço secreto militar, regressa com uma mais uma investigação notável, desta vez sobre o terrorismo contrarrevolucionário no Portugal do pós-25 de Abril. Repleto de histórias e de dados até agora desconhecidos, este livro vem confirmar o autor como o grande divulgador da história dos serviços de informações portugueses na atualidade. 

Título

Portugueses na lista negra de Hitler

Autora

Miriam Assor

Editora

Casa das Letras

Sinopse

Uma investigação inédita sobre os judeus portugueses que foram vítimas do totalitarismo nazi. Sobre as suas origens, vidas e percursos. De como foram encarcerados na França Ocupada, na Grécia, na Holanda, e um pouco por toda a Europa. Das circunstâncias e das condições do seu transporte para campos de concentração e extermínio, e de como muitos foram assassinados sem misericórdia.

Miriam Assor também inclui neste seu livro as memórias dos poucos que sobreviveram ao Holocausto, narradas pelos próprios ou, quase sempre, pelos seus descendentes. Lembra a titubeante política consular do Estado Novo, que poderia ter feito muito mais para proteger os seus cidadãos no estrangeiro.

Recorda os nomes dos diplomatas que desobedeceram às directivas do Ministério dos Negócios Estrangeiros, com o intuito de conceder vistos e assim salvar vidas. E a intervenção da Polícia portuguesa, sempre no sentido de fechar as fronteiras e de encurtar o mais possível a estadia dos refugiados em território nacional.

Fruto de uma pesquisa de mais de dez anos da jornalista Miriam Assor, Portugueses na lista negra de Hitler vem desvendar uma página da história do povo português pouco conhecida e ignorada durante os tempos sombrios da Segunda Guerra Mundial.

Título

Onde o lobo espreita

Autora

Ayelet Gundar-Goshen

Editora

Elsinore

Sinopse

Da aclamada autora de Despertar os leões, eis um romance negro, repleto de suspense e mistério, sobre o medo e o questionamento das nossas certezas mais profundas.

Longe da sua terra natal há quase duas décadas, Lilakh Schuster reconstruiu a sua vida em São Francisco, com o marido, Mikhael, e o filho, Adam. Vivem o sonho americano, alicerçado na segurança e na liberdade que Israel nunca lhes conseguiu oferecer. Porém, essa sensação de segurança vai dando lugar à suspeita e ao terror quando um colega de liceu de Adam aparece morto numa festa em circunstâncias pouco claras. Um acontecimento que abala toda a comunidade e sobretudo Lilakh, para quem o seu filho, acusado de ódio racial e alvo de uma investigação policial, se tornou um desconhecido.

Exímia em avolumar densidade emocional e psicológica num enredo de suspense, Ayelet Gundar-Goshen regressa com um romance repleto de tensão construído à volta do medo — o medo do futuro e do outro, mas também daqueles que nos são mais próximos e que se podem tornar num estranho, num lobo à espreita.

Título

Nada mais do que a verdade

Autora

Anna Politkovskaya

Editora

Elsinore

Sinopse

Um livro atual e inspirador: a recolha definitiva dos melhores artigos escritos por Anna Politovskaya.

«O que importa é a informação, não o que se pensa sobre ela.»

Foi este o lema que norteou o corajoso e clarividente trabalho jornalístico de Anna Politkovskaya na Novaya Gazeta, numa era em que, segundo a própria, a liberdade de expressão na Rússia se encontra em fase terminal e o medo na sociedade esteriliza qualquer forma de idealismo. 

Descrevendo a vida tal como a via, relatando factos e testemunhos denunciadores de uma desumanidade sistémica, Politkovskaya ajudou a compreender a paisagem da Rússia pós-soviética, a corrupção na Pirâmide do Poder de Putin e a guerra na Chechénia.

Admirada por notáveis do mundo da cultura e da política e agraciada com inúmeros prémios internacionais, foi, contudo, considerada uma pária pelo Kremlin e perseguida por aqueles que a viam como perigosa opositora, até ao seu assassínio em 2006.

Publicado postumamente, Nada mais do que a verdade é a recolha fundamental e definitiva num único volume dos melhores artigos de Anna Politkovskaya, incluindo textos inéditos recuperados do seu computador pessoal. Um livro atual e esclarecedor, e uma homenagem a uma das figuras mais célebres e inspiradoras do jornalismo internacional.

Título

Uma família monárquica na Guerra da República

Autora

Lívia Franco

Editora

Dom Quixote

Sinopse

Portugal, início do século XX. A Belle Époque é interrompida abruptamente pela implantação da República e pela Grande Guerra. Um novo mundo paira no horizonte. Ao contrário de outros monárquicos da sua geração, os irmãos João e Manuel de Mello (Cartaxo) cumprem o seu dever patriótico e partem para a frente de batalha sem saberem ao que vão. Um deles redige um diário de campanha na Flandres, o outro escreve para casa sobre a drôle de guerre portuguesa em Inglaterra. Em Lisboa, aguardando o seu regresso, os familiares experimentam o fim da Primeira República, o consulado Sidonista e o sonho impossível do regresso da monarquia. 

Mais de um século depois, Lívia Franco, bisneta de João de Mello, recupera os testemunhos dos dois irmãos. Uma família monárquica na Guerra da República apoia-se em documentos históricos inéditos. Recupera pessoas, histórias, sensibilidades e ambientes desses tempos desafiantes e contextualiza-os num país e num mundo em convulsão.

Um contributo fundamental para a historiografia de uma época ainda por conhecer, e uma crónica de costumes da alta sociedade portuguesa de então.

Título

Contenção e transgressão

Autor

Rafael Durán Muñoz

Editora

Tinta da China

Sinopse

Colecção dirigida por António Costa Pinto, feita em parceria com a Comissão Comemorativa 50 anos 25 de Abril.

Porque é que os processos de mobilização operária ou laboral foram tão díspares em Portugal e Espanha durante a fase histórica das suas transições democráticas? Este novo livro da colecção «O 25 de Abril visto de fora» tenta responder a esta e a muitas outras perguntas.

Contenção e transgressão trata da forma como se consegue e se constrói a democracia como resultado de um sem-fim de confluências entre os factores que, depurados pelas percepções, levam os colectivos e os indivíduos, as massas e as elites, a agir no sentido em que acabam por fazê-lo. Espanha e Portugal são dois casos extraordinários de mudança de regime que permitem analisar esse processo.

Título

A metamorfose

Autor

Franz Kafka

Editora

Fábula

Sinopse

Nesta obra, Franz Kafka apresenta-nos Gregor, um humilde caixeiro-viajante que, certo dia, acorda transformado num bicho horrível. É na família que Gregor pensa imediatamente, pois é ele o sustento dos pais e da irmã mais nova. Como poderá continuar a ajudá-los se nem consegue comunicar com eles? A família, por seu lado, não pensa tanto na situação inusitada em que Gregor se encontra, nem no que este poderá estar a sentir, mas antes no incómodo que isso lhes provoca.

Obra metafórica e simbólica, A metamorfose fala-nos do comportamento humano, da impotência perante o absurdo, da angústia, da solidão e da rejeição da família e da própria sociedade. Uma obra escrita há mais de um século e de uma grande atualidade.

 «Nestes tempos terríveis em que o Outro — aquele que vem de fora, quantas vezes fugindo à guerra ou à miséria, à procura de uma vida mais digna — é olhado com desconfiança e considerado uma ameaça ao equilíbrio instalado (multiplicam-se os atos racistas e xenófobos, incluindo nas escolas e universidades), A metamorfose, se for lida com a atenção que merece, pode ajudar a melhorar o mundo: porque é urgente que se olhe menos para o que os outros têm e mais para aquilo que são.»

in Prefácio de Maria do Rosário Pedreira.

Título

O poder das fronteiras

Autor

James Crawford

Editora

Saída de Emergência

Sinopse

Desde o primeiro marco que delimitou o fim de uma terra e o início de outra, James Crawford percorre a história das fronteiras até ao nosso incerto e frágil futuro - as fronteiras virtuais da Internet e a geografia em mudança de um mundo encurralado pelas alterações climáticas. Pelo caminho, atravessamos fronteiras antigas e recentes: das paisagens glaciares dos Alpes austríacos-italianos ao único local da Terra onde a Europa e África se encontram; do Walled Off Hotel de Banksy, no conflito israelo-palestiniano, ao deserto de Sonora e às linhas fronteiriças EUA-México.

Combinando história, viagem e reportagem, este livro explora como as fronteiras cresceram e evoluíram para assumirem o controlo das paisagens, memórias, identidades e até dos nossos destinos. À medida que nacionalismos, alterações climáticas, globalização, tecnologia e migração em massa colidem com o reforço de fronteiras, algo tem de ceder. Terá chegado o momento de abdicarmos das linhas que nos dividem?

Título

O terceiro país

Autora

Karina Sainz Borgo

Editora

Alfaguara

Sinopse

Depois de Cai a noite em Caracas — romance que catapultou Karina Sainz Borgo para um lugar cimeiro da literatura contemporânea —, O terceiro país confirma uma escritora em pleno domínio da arte narrativa e da imaginação.

Angustias Romero e o marido fogem da peste, a caminho das montanhas e da ansiada segurança no país vizinho; levam, atados às costas, os dois filhos ainda bebés. À sua volta, apenas miséria, calor e poeira. Os gémeos não sobrevivem à viagem, e Angustias é abandonada pelo marido. Na fronteira, Angustias chega ao Terceiro País, um cemitério ilegal vigiado pela mítica Visitación Salazar. Contra a oposição dos barões da droga e da violência, a coveira garante aos sem-terra um último local de descanso.

É aqui que Angustias encontra finalmente lugar para os filhos. Determinada a ficar sempre perto deles, junta-se a Visitación na sua luta, num lugar onde a lei é ditada por quem empunha as armas, e o tempo é marcado pelas festas e os misteriosos brinquedos que alguém deixa na campa das duas crianças. O perigo e a violência ameaçam implodir a qualquer momento, esbatendo os limites entre a vida e a morte.

N’O terceiro país, história poderosa de fuga e esperança, Karina Sainz Borgo mistura com mestria o mistério e a realidade, a tragédia clássica e a narrativa contemporânea, confirmando a sua pertença à vibrante nova geração literária latino-americana.

Título

A maldição da noz-moscada

Autor

Amitav Ghosh

Editora

Elsinore

Sinopse

Decorria o ano de 1621. A simples queda de um objeto, uma candeia, é o pretexto para o comandante das tropas holandesas aquarteladas numa das ilhas Banda, no território das Molucas, dar início ao massacre de toda a população local.

Poucos habitantes sobreviveriam, e a sua língua e cultura perder-se-iam para sempre. A eliminação do povo Banda é um dos grandes genocídios esquecidos pela História.

O motivo: o controlo por parte da Venerável Companhia das Índias Orientais do rentável comércio milenar da noz-moscada, uma especiaria muito apreciada na Europa pelos seus usos culinários e medicinais, de preço exorbitante, e cuja inteira produção mundial estava circunscrita até então a esse pequeno arquipélago do Índico.

Em pleno século XXI, Amitav Ghosh, com mão de romancista, traz à luz este episódio negro, que serve de ponto de partida para relacionar o passado como presente, o colonialismo com a atual crise climática, e explicar o mundo em que vivemos: da crise dos refugiados ao movimento Black Lives Matter, às cidades modernas ou mesmo às naturezas-mortas do período áureo da pintura holandesa.

Título

Buracos negros

Autoria

Brian Cox e Jeff Forshaw

Editora

Saída de Emergência

Sinopse

No centro de qualquer galáxia podemos encontrar aqueles que são os mais estranhos objetos do Universo: os buracos negros. Com uma densidade extraordinária e enorme força gravitacional, não há matéria ou luz que lhe escape.

Além de estarem no centro do Universo, os buracos negros estão igualmente no centro da atual investigação em física teórica e astrofísica: eles criam o caos, tendo o poder de destruir os outros habitantes da galáxia, apesar de nunca se ter visto um buraco negro morrer. Compreendê-los permanece o santo Graal.

Junte-se a Brian Cox e a Jeff Forshaw na exploração dos objetos mais misteriosos do Universo, como se formam, porque são essenciais em qualquer galáxia, incluindo a nossa, e que segredos ainda escondem, à espera de ser descobertos.

Título

Os três nomes de Ludka

Autora

Gisela Pou

Editora

Casa das Letras

Sinopse

Romance baseado numa história verídica da II Guerra Mundial.

Em 1946, Ludka Nowak, uma criança de nove anos, chega a Barcelona acompanhada por uma centena de órfãos polacos. Muitos deles tinham sido raptados pelos nazis alemães e sujeitos a um intenso processo de germanização durante a Segunda Guerra Mundial.

A Cruz Vermelha Internacional e o Consulado Polaco permitem que as crianças sejam acolhidas na cidade, onde é fundada a primeira escola polaca. Enquanto as autoridades procuram as suas famílias, as crianças recuperam a língua e a cultura que lhes tinham sido roubadas.

Graças à amizade com Emma, uma menina da sua idade, Ludka, sujeita ao mais absoluto desenraizamento, conseguirá recordar episódios do seu passado e recuperar o seu verdadeiro nome.

Os três nomes de Ludka é uma história contada a três vozes: a de Ludka, a de Emma e a de Isabel, que se entrelaçam para nos levar a uma epopeia de sobreviventes forçados a viver numa época de tirania e opressão. Apesar disso, conseguem encontrar o seu lugar no mundo e aprender a viver e a lutar por aquilo que querem.

Título

Os flamingos também sonham

Autor

Miguel Jesus

Editora

Casa das Letras

Sinopse

Depois de um fenómeno natural ter destruído o castelo e a estrada para o Lago Ness, Dunlochry procura por melhores dias. Eis senão quando corre a notícia de que dois boletins com um autêntico jackpot foram registados justamente na pacata vila escocesa. O acontecimento ganha especial dimensão quando os dias passam e ninguém aparece para reclamar o prémio.

Só Dylan - um irlandês esmagado pela imagem opressora do pai e dono do estabelecimento que vendeu a sorte grande - sabe quem ganhou, mas a ética impede-o de partilhar a informação, mesmo com Elena Gilbert, a conhecida jornalista de televisão a quem pediram que fizesse a reportagem e por quem Dylan se apaixonou.

Porém, à medida que a ansiedade dos habitantes se vai transformando em violência e pressão - e que Elena regressa a Londres -, Dylan, que, tal como um flamingo, teme perder a cor se abandonar o seu habitat, só pode contar com Arthur Hilliard, um velho escritor que apareceu misteriosamente em Dunlochry e se tornou um dos seus melhores clientes. Só que Arthur já carrega o peso dos próprios segredos...

Com um ritmo trepidante e muito cinematográfico, mantendo o suspense até à última página, Os flamingos também sonham vem confirmar Miguel Jesus como um ficcionista extremamente dotado e original.

Título

Breve história da Guerra Civil de Espanha

Autora

Helen Graham

Editora

Tinta da China

Sinopse

Nova edição, em formato de bolso, de um livro incontornável sobre um dos temas mais abordados e inesgotáveis da história da humanidade: a Guerra Civil de Espanha.

A Guerra Civil de Espanha é um dos temas mais abordados da história da humanidade e permanece até aos nossos dias alvo de debate inesgotável. Entre outros sintomas do interesse gerado pelo conflito, contam‑se os cerca de quinze mil títulos já publicados, um acervo bibliográfico que rivaliza com o da Segunda Guerra Mundial.

Nesta «breve história», Helen Graham, internacionalmente reconhecida como uma das principais especialistas sobre a Guerra Civil de Espanha, debruça-se sobre a forma como esta afectou as vidas dos soldados e dos civis e como moldou o curso da política, da sociedade e da cultura, não só em Espanha como além-fronteiras.

Aos leitores, a autora proporciona a compreensão global do conflito, desde as suas origens até às últimas consequências da vitória franquista. Mas proporciona também, numa perturbadora análise final, que se interroguem sobre o significado e as implicações da Guerra Civil para o século XXI.

Título

Como observar e fotografar aves

Autoria

Gonçalo Elias e José Frade

Editora

Arena

Sinopse

O segundo livro dos autores do Guia Aves de Portugal Continental, um sucesso de vendas.

São cada vez mais os que se interessam pela observação e pela fotografia de aves selvagens. Este interesse possibilita, só por si, beneficiar de vários aspectos positivos:

- Permite conhecer melhor o mundo natural que nos rodeia e as muitas espécies que existem;

- O contacto com a natureza e o ar livre contribui para um estilo de vida mais saudável;

- Quanto mais pessoas partilharem as suas observações e fotografias, mais ficamos a saber sobre aves selvagens. Observar aves é uma actividade acessível a todos.

Qualquer pessoa pode fazê-lo, independentemente da sua idade, formação escolar ou académica, local de residência ou possibilidades económicas. Pode ser realizada a custo reduzido, pois para começar basta adquirir um pequeno binóculo que permita ver as aves com algum detalhe. Claro que, mais tarde, poderá considerar adquirir um equipamento melhor e visitar locais mais distantes. Mas para já, e com este livro na mão, está pronto para avançar.

Título

Genghis Khan e a criação do Mundo Moderno

Autor

Jack Weatherford

Editora

Saída de Emergência

Sinopse

O nome Genghis Khan invoca a imagem de um bárbaro sanguinário que liderou um bando impiedoso de guerreiros nómadas que pilhavam o mundo civilizado. Contudo, a surpreendente verdade é que Genghis Khan foi um líder visionário cujas conquistas uniram a Europa retrógrada às culturas florescentes da Ásia para desencadear uma explosão sem precedentes de tecnologias, comércio e ideias.

Lutando para alcançar o poder na remota Mongólia, Genghis Khan desenvolveu estratégias militares revolucionárias que utilizou para aniquilar os exércitos inimigos na Ásia, destruir as defesas do mundo islâmico e tornar os cavaleiros armados da Europa obsoletos. O resultado foi um império que se estendia da Sibéria à Índia, do Vietname à Hungria e da Coreia aos Balcãs, redesenhando o mapa mundial numa nova ordem global.

Neste livro, o autor ressuscita uma nova história de Genghis Khan, a sua implacável ascensão e a explosão de inovação que o Império Mongol desencadeou. Um retrato sem precedentes de um grande líder e do seu legado, que nos desafia a reconsiderar como o mundo moderno foi construído.

O jornalismo independente DEPENDE dos leitores

Gostou do artigo? 

Leia mais artigos em baixo.

TítuloIn memoriamAutoraALICE WINN (tradução: Sebastião B. Cerqueira)Editora (Edição)Casa das Letras (Janeiro de 2024)Cotação17/20RecensãoIn memoriam, escrito por Alice Winn e publicado pela ...

De que me vale a glória se não houver alguém reconhecendo a vitória? Se ninguém me encontrar, toda a vitória será ...