Código de Princípios

O PÁGINA UM é um órgão de comunicação social que se rege por princípios de integridade e rigor, que não são alteráveis em nenhuma circunstância, seguindo uma conduta assente na credibilidade e na transparência.

Sou o único gestor e último beneficiário do PÁGINA UM, detendo a marca registada no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) e o registo de periódico na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC).

Os únicos financiamentos do PÁGINA UM, na sua fase de arranque, foram os donativos de pessoas singulares. No futuro, as fontes de financiamento serão os donativos e subscrições dos leitores, bem como, eventualmente, receitas de merchandising.

O PÁGINA UM não receberá donativos de empresas.

O PÁGINA UM, incluindo pessoas por si mandatadas, não receberá jamais donativos em numerário. Qualquer insistência será por mim considerada tentativa de corrupção, e denunciado às autoridades judiciais.

O PÁGINA UM não terá publicidade nem qualquer parceria comercial ou não comercial com empresas, associações ou outros entidades similares nem com entidades da Administração directa e indirecta do Estado, entidades públicas empresariais, Administração Regional e Local e associações públicas.

Numa primeira fase, o PÁGINA UM terá uma gestão directa simplificada, de modo a melhor aferir das condições de sustentabilidade financeira do jornal a médio e longo prazo. Sem prejuízo dessa decisão prática, serão publicados pequenos relatórios financeiros no prazo de seis meses e de um ano.

Até Junho de 2022, e tendo em consideração a sua evolução, comprometo-me a definir um modelo mais empresarial para o PÁGINA UM. Caso a solução encontrada seja a constituição de uma empresa, em nenhuma circunstância terei uma posição minoritária. A minha posição dominante no PÁGINA UM é um bem inalienável. 

Apenas em circunstâncias muito especiais, devidamente ponderadas, poderei aceitar convites para palestras e/ou outros eventos, organizados por entidades públicas ou privadas. Nesse caso, o convite deve ser feito por escrito, onde constem expressamente as contrapartidas, designadamente o montante eventualmente a pagar. Essa exigência incide também sobre os convites a mim formulados como escritor ou investigador. O documento será arquivado no site do PÁGINA UM.

O PÁGINA UM não publicará textos de jornalistas que tenham obtido bolsas de entidades privadas nacionais ou internacionais nem de organismos do Estado, da Administração Regional ou Local e associações públicas.

O PÁGINA UM não apresentará quaisquer candidatura a prémios de imprensa que exijam o pagamento de qualquer inscrição.

Pedro Almeida Vieira

Lisboa, 15 de Dezembro de 2021